Blog

 

 

Fertilizantes: como está o mercado neste momento?

 

A agricultura está em alerta! As principais matérias-primas de fertilizantes e os produtos formulados subiram seus preços em mais de 100% durante o ano de 2021 afetando produtos como fósforo – com alta de 115%, em média no interior do Brasil. O potássio subiu mais de 178% na média nacional, enquanto que a ureia encabeça a lista com média de 234%.

Impactou nessa alta, fatores como preços dos combustíveis e da energia em geral, somados a problemas logísticos sistêmicos, pontuais e preocupações giram em torno da restrição das exportações da China.

A Copadubo está atenta com o que pode acontecer, em especial no mercado de fosfatados e nitrogenados pela dificuldade de oferta no país e a priorização do abastecimento interno em detrimento das exportações.

Há uma preocupação real de que o Brasil sofra um desabastecimento de alimentos em 2022 devido à falta de fertilizantes causada pela diminuição da fabricação chinesa, portanto as empresas brasileiras que lidam com fertilizantes precisam analisar seus próximos movimentos.

Comentários Facebook